Poesias

Infindável mundo da descoberta

De um lado o bom e velho livro, inseparável do dia a dia. Do outro, papel e caneta na mão, e a expressividade da alma sendo transcrita em uma folha amassada. Infindável mundo da descoberta: Uma poesia sobre as perspectivas a partir da leitura e da escrita.